NO DIA EM QUE A TERRA PAROU: CONGESTIONAMENTO É REGISTRADO NA BR 232 EM GRAVATÁ DIVIDIU A PARALISAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

sexta, 25 de maio de 2018

extra

Na Manhã de Quinta Feira (24-Mai-2018), a BR 232 no perímetro Urbanos da Cidade de Gravatá, aconteceu um Protesto em Prol da Paralisação dos Caminhoneiros.

 protesto 23

Foi mais de 20 km de congestionamento na Rodovia Luiz Gonzaga (BR 232) em Gravatá.

protesto 28 

Este manifestos foi realizado na BR no período urbano da Cidade  de Gravatá por Populares que estavam revoltados com a Morte de uma Moto Taxista da Cidade na última Segunda (21) e devido a alta dos Combustivos.

protesto 29 

A Manifestação foi Pacífica e sem nenhum incidente registrado, os Agentes da Polícia Federal e da Polícia Militar estiveram no local para garantir a tranquilidade do Protesto.

 

Durante o Protesto, os Carros de passeio (Pequeno Porte) estavam liberados para passar, inclusive Ambulâncias.

 

Os Veículos que foram impedidos de seguir viagem foram os Caminhões, Vans e Carros Oficiais como de (Governo Federal, Estadual e Municipal).


 

Postos da Cidade de Gravatá já estão sem Combustível e deixando Carros e Caminhões na espera do Abastecimento.

protesto 29 

 

O DIA EM QUE A TERRA PAROU

(Letra de Raul Seixas)

Essa noite eu tive um sonho
de sonhador
Maluco que sou, eu sonhei
Com o dia em que a Terra parou

Foi assim
No dia em que todas as pessoas
Do planeta inteiro
Resolveram que ninguém ia sair de casa
Como que se fosse combinado em todo
o planeta


Naquele dia, ninguém saiu saiu de casa, ninguém


O empregado não saiu pro seu trabalho
Pois sabia que o patrão também não tava lá


Dona de casa não saiu pra comprar pão
Pois sabia que o padeiro também não tava lá


E o guarda não saiu para prender
Pois sabia que o ladrão, também não tava lá
e o ladrão não saiu para roubar
Pois sabia que não ia ter onde gastar


No dia em que a Terra parou (Êêê)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou


E nas Igrejas nem um sino a badalar
Pois sabiam que os fiéis também não tavam lá


E os fiéis não saíram pra rezar
Pois sabiam que o padre também não tava lá


E o aluno não saiu para estudar
Pois sabia o professor também não tava lá
E o professor não saiu pra lecionar
Pois sabia que não tinha mais nada pra ensinar


No dia em que a Terra parou (Ôôôô)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou (Uuu)
No dia em que a Terra parou


O comandante não saiu para o quartel
Pois sabia que o soldado também não tava lá


E o soldado não saiu pra ir pra guerra
Pois sabia que o inimigo também não tava lá


E o paciente não saiu pra se tratar
Pois sabia que o doutor também não tava lá


E o doutor não saiu pra medicar
Pois sabia que não tinha mais doença pra curar


No dia em que a Terra parou (Oh Yeeeah)
No dia em que a Terra parou (Foi tudo)
No dia em que a Terra parou (Ôôôô)
No dia em que a Terra parou


Essa noite eu tive um sonho de sonhador
Maluco que sou, acordei


No dia em que a Terra parou (Oh Yeeeah)
No dia em que a Terra parou (Ôôô)
No dia em que a Terra parou (Eu acordei)
No dia em que a Terra parou (Acordei)
No dia em que a Terra parou (Justamente)
No dia em que a Terra parou (Eu não sonhei acordado)


No dia em que a Terra parou (Êêêêêêêêê...)
No dia em que a Terra parou (No dia em que a terra parou)

 

ESTES ACREDITAM E INVESTEM EM SUA MARCA, E TAMBÉM ACREDITA NO NOSSO TRABALHO
1z portal de gravata 2 aciag gravata 4 2 farmacia 1c farmagreste
 2 nobre men em gravata 
Redação: “CNM” Central de Notícias do Matuto (0479-18)3

 

Para: www.blogdomatuto.com.br

 

Reportagem: Matuto “O Repórter do Povo"

Desenvolvido por Fábio Belo