EM BEZERROS APOSENTADAS CENTENARIAS SÃO EXEMPLOS DE VIDA

terça, 02 de outubro de 2018

giro

Na segunda-feira, 1º de outubro, é comemorado o “Dia do Idoso”, e em Bezerros, município localizado no Agreste de Pernambuco, duas idosas, de 110 e 112 anos, celebram a data com muita gratidão por chegarem a essa idade felizes e de forma sadia.

idosa 1

Luzia Maria da Conceição, que reside em Bezerros há 55 anos, completou 110 anos no dia 17 de agosto. Ela casou aos 18 anos, teve seis filhos e tirou parte do sustento da família trabalhando na agricultura. Muito sorridente e alegre, a aposentada não demonstra que passou por momentos difíceis na vida.


Dona Luzia, como é conhecida, foi criada por um tio e padrinho. Naquela época tinha uma vida estável financeiramente, mas como casou com um homem de baixa renda, passou a ter dificuldades. Com o primeiro e único marido ela teve os seis filhos, três deles morreram ainda recém-nascidos e dois quando já eram adultos. Ela ficou viúva aos 35 anos. “Eu lutei tanto nessa vida que nem sei dizer direito. Sou uma guerreira, mas eu venci a batalha”, disse.


Maria do Socorro, de 68 anos, é a única filha viva de Luzia Maria. Atualmente, ela, quatro netos e os bisnetos adotivos cuidam e fazem compainha para a matriarca da família. “A minha mãe é um milagre. Meus irmãos faleceram e eu não senti tanto vazio porque tenho ela. Ela preencheu tudo em mim”, falou.


Apesar da idade, dona Luzia tem uma vida normal, anda sozinha, conversa, não tem nenhum problema de saúde, não precisa tomar nenhum tipo de medicamento, e não abre mão de comer chocolate e beber refrigerante todos os dias. “Ela é uma guerreira, é uma bênção, sempre estamos unidos aqui por causa dela”, afirmou um dos netos, Romário da Costa.


Quando é questinada sobre qual é o segredo para viver tanto tempo, a senhora de 110 anos diz que “é seguir a Palavra de Deus”. “Para viver muito temos que fazer o que Jesus quer. A vida é um presente para a pessoa”, ressaltou.


Uma outra moradora centenária de Bezerros é Josefa Bezerra da Silva, mais conhecida como Pretinha, de 112 anos. Ela, que já morou em Gravatá, tem dois filhos, dez netos, 22 bisnetos e quatro tataranetos.  “Tive que cuidar dos meus filhos sozinha, junto com o meu pai. Plantei muito milho, feijão e fava para sustentar todo mundo”, relatou.

idosa 2

Josefa disse que gosta de comer de tudo, de viajar para admirar as paisagens e de conversar com os vizinhos. “Eu como de tudo, só deixo de comer aquilo que realmente não gosto”, brincou. A filha da idosa, Elza da Silva, de 64 anos, afirmou que a mãe tem uma ótima saúde, e que, se deixar, ela passa o dia ouvindo músicas antigas de casamento no celular.


Para a filha, a idosa é o motivo de reunir toda família. “Todos os dias aqui em casa é lotado de gente, tudo para estar ao lado dela. A minha mãe é o motivo da nossa alegria e união”, destacou emocionada.


A neta de Josefa, Maria das Graças, ajuda a mãe a cuidar da avó. Para ela, é um prazer e uma bênção poder cuidar e conviver com alguém que tem tantas histórias para compartilhar, além de ser um exemplo de vida. “Minha vó é a base da família, ela é nossa alegria”, disse.


Para dona Josefa, viver muito assim é um presente de Deus. “Eu acho bom viver tanto tempo, graças a Deus estou viva, andando. Quando Deus quiser, Ele me leva. Agradeço a Ele e a Nossa Senhora, a vida é um presente de Deus”, finalizou.


Fonte: G1

 

ESTES ACREDITAM E INVESTEM EM SUA MARCA, E TAMBÉM ACREDITA NO NOSSO TRABALHO

 

1 apoio bom dia sup

 

1 apoio exclusive gold

 

1 apoio boteco grego

1 a apoio aciag

 

Redação:“CNM” Central de Notícias do Matuto (0910-18)4 

 

Para: www.blogdomatuto.com.br

 

Reportagem: Matuto “O Repórter do Povo"

Desenvolvido por Fábio Belo